Parada Gay de Campinas Desafia Poder Público

A Associação da Parada do Orgulho das Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transexuais (LGBT) de Campinas anunciou nesta quinta-feira (23) que irá realizar o evento neste domingo (26) no Centro da cidade, mesmo sem alvará da Prefeitura e com a preocupação da Polícia Militar (PM) em relação à falta de estrutura, o que comprometeria a segurança.
Na segunda (27), a PM ingressou com uma representação no Ministério Público (MP) em Campinas relatando o receio. Na quarta (22), o MP orientou a Prefeitura a não apoiar o evento, e, por isso, o Poder Executivo se retirou oficialmente da festa, realizada por movimentos sociais.
“Nós entendemos a importância da Parada Gay, mas não há estrutura adequada para realizá-la. Não há condições para um evento desse porte. Nos anos interiores, a Prefeitura forneceu todo suporte necessário, mas, este ano, devido à crise financeira, não será possível por falta de recursos”, afirma o secretário de Cultura Ney Carrasco.
Em nota, a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP) informou que a decisão de relatar o receio ao Ministério Público “foi tomada após diversas tentativas de negociação (com a Prefeitura e com os organizadores do evento) para que fossem adotadas as providências necessárias. Contudo, não houve retorno aos pedidos da PM”.
A nota informa ainda que “a PM de Campinas apoia a realização da Parada Gay na cidade, desde que a festa cumpra com os requisitos necessários de segurança”.
Já o coordenador de direitos humanos da Associação da Parada do Orgulho LGBT de Campinas, Paulo Mariante, afirmou que o evento será realizado porque não houve uma decisão judicial proibindo a festa.
“O Ministério Público não tem o poder de decisão. Ele tem o direito de opinar, mas nós descordamos veementemente dessa opinião. A parada vai acontecer no domingo sem o apoio da Prefeitura e da PM. É um direito do movimento social assegurado pela Constituição.”
Mariante se diz surpreso com a decisão do Poder Executivo e da corporação porque todos os ofícios, com todas as informações, foram enviados tanto à Prefeitura quanto à polícia. Afirma que “este ano é mais do que necessária a realização do movimento, devido à crescente discriminação com os gays, a saber o que aconteceu em Orlando, na Flórida, quando 49 pessoas foram assassinadas e mais de 50 ficaram feridas em uma boate nos Estados Unidos”.
A parada está marcada para começar as 13h, na Praça Guilherme de Almeida, em frente ao Palácio da Justiça, no Centro.
Em anos anteriores, chegou a reunir cerca de 40 mil pessoas. Apesar da preocupação da PM com a falta de estrutura, a corporação informou que fará o patrulhamento na festa.
Por: Grupo RAC
Foto: ItatibaNews
Sócio-proprietário do site e página Itatiba News e fotógrafo. Natural de Itatiba. Atua também na área de transportes executivos.

Cleber Quintino

Sócio-proprietário do site e página Itatiba News e fotógrafo. Natural de Itatiba. Atua também na área de transportes executivos.

Recentes

Polícia Militar fecha laboratório de drogas dentro... No local foram apreendidos 16 quilos de entorpecen...
Quadrilha explode caixas eletrônicos em Morungaba;... Bando ateou fogo em veículos para impedir chegada ...
DNS da Google está passando por instabilidade no B... De acordo com relatos, o DNS da Google, conhecido ...
Ministério da Saúde quer suspender venda de refrig... De acordo com a pasta, o consumo de refrigerante a...

Populares

Polícia Militar fecha laboratório de drogas dentro... No local foram apreendidos 16 quilos de entorpecen...
Quadrilha explode caixas eletrônicos em Morungaba;... Bando ateou fogo em veículos para impedir chegada ...
Aprovados projetos de assistência a pessoas de bai... A Câmara Municipal de Itatiba realizou, hoje (31),...
Abertas inscrições para aulas de música e ballet e... A Prefeitura de Itatiba, por meio da Secretaria de...
Morre João Elias, o Salim Muchiba da ‘Escoli... O humorista e escritor João Antônio Elias de Oli...
CLOSE
CLOSE