Parada Gay de Campinas Desafia Poder Público

A Associação da Parada do Orgulho das Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transexuais (LGBT) de Campinas anunciou nesta quinta-feira (23) que irá realizar o evento neste domingo (26) no Centro da cidade, mesmo sem alvará da Prefeitura e com a preocupação da Polícia Militar (PM) em relação à falta de estrutura, o que comprometeria a segurança.
Na segunda (27), a PM ingressou com uma representação no Ministério Público (MP) em Campinas relatando o receio. Na quarta (22), o MP orientou a Prefeitura a não apoiar o evento, e, por isso, o Poder Executivo se retirou oficialmente da festa, realizada por movimentos sociais.
“Nós entendemos a importância da Parada Gay, mas não há estrutura adequada para realizá-la. Não há condições para um evento desse porte. Nos anos interiores, a Prefeitura forneceu todo suporte necessário, mas, este ano, devido à crise financeira, não será possível por falta de recursos”, afirma o secretário de Cultura Ney Carrasco.
Em nota, a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP) informou que a decisão de relatar o receio ao Ministério Público “foi tomada após diversas tentativas de negociação (com a Prefeitura e com os organizadores do evento) para que fossem adotadas as providências necessárias. Contudo, não houve retorno aos pedidos da PM”.
A nota informa ainda que “a PM de Campinas apoia a realização da Parada Gay na cidade, desde que a festa cumpra com os requisitos necessários de segurança”.
Já o coordenador de direitos humanos da Associação da Parada do Orgulho LGBT de Campinas, Paulo Mariante, afirmou que o evento será realizado porque não houve uma decisão judicial proibindo a festa.
“O Ministério Público não tem o poder de decisão. Ele tem o direito de opinar, mas nós descordamos veementemente dessa opinião. A parada vai acontecer no domingo sem o apoio da Prefeitura e da PM. É um direito do movimento social assegurado pela Constituição.”
Mariante se diz surpreso com a decisão do Poder Executivo e da corporação porque todos os ofícios, com todas as informações, foram enviados tanto à Prefeitura quanto à polícia. Afirma que “este ano é mais do que necessária a realização do movimento, devido à crescente discriminação com os gays, a saber o que aconteceu em Orlando, na Flórida, quando 49 pessoas foram assassinadas e mais de 50 ficaram feridas em uma boate nos Estados Unidos”.
A parada está marcada para começar as 13h, na Praça Guilherme de Almeida, em frente ao Palácio da Justiça, no Centro.
Em anos anteriores, chegou a reunir cerca de 40 mil pessoas. Apesar da preocupação da PM com a falta de estrutura, a corporação informou que fará o patrulhamento na festa.
Por: Grupo RAC
Foto: ItatibaNews
Sócio-proprietário do site e página Itatiba News e fotógrafo. Natural de Itatiba. Atua também na área de transportes executivos.
Comentários

Cleber Quintino

Sócio-proprietário do site e página Itatiba News e fotógrafo. Natural de Itatiba. Atua também na área de transportes executivos.

Recentes

É rejeitado projeto sobre divulgação de alvarás... Nesta quarta (13), na 33ª Sessão Ordinária da Câma...
Defesa pede liberdade para os irmãos Wesley e Joes... Por: Décio Trujilo   A defesa dos empresá...
Grendacc ganha RaiosX Portátil que tornará atendim... O Grendacc (Grupo em Defesa da Criança com Câncer)...
Com experiência cervejeira e shows sertanejos, Car... O Jaguariúna Rodeo Festival chega à 29ª edição nes...

Populares

Obras contra enchentes alteram trânsito próximo ao... Com o objetivo de aumentar a vazão das águas do Ri...
Vacinação contra meningite C e HPV começa dia 11... A partir do dia 11 de setembro começa em todo o pa...
Confira a programação da Semana da Pátria 2017 A Prefeitura de Itatiba, por meio da Secretaria da...
Naufrágio em Salvador deixa ao menos 22 mortos; go... O 2° Distrito Naval de Salvador, na Bahia, confirm...
Com experiência cervejeira e shows sertanejos, Car... O Jaguariúna Rodeo Festival chega à 29ª edição nes...
CLOSE
CLOSE