Aplicativo usado em sala de aula motiva professores e alunos

“Escrever e ler melhorou demais a minha vida. Parece que eu ganhei óculos, estou conseguindo ler o mundo”. A tocante frase, dita pela dona de casa Valdenice de Jesus Sousa Alves, na maturidade dos seus 64 anos, dá uma noção de como a alfabetização abre caminhos nunca antes vislumbrados por um adulto analfabeto.

Valdenice é aluna do programa do governo federal Educação de Jovens e Adultos (EJA) na Escola Municipal Nazareth de Siqueira Rangel Barbosa, em Itatiba (SP), que tem o apoio do Projeto Palma Escola (PALMA-Programa de Alfabetização na Língua Materna) no incremento do aprendizado.

O Palma Escola tem gerado outras respostas positivas em unidades educacionais municipais de Itatiba. Depois de beneficiar 1.559 estudantes em 13 escolas da Rede Municipal entre 2015 a 2017  nas quais se atingiu 50% de redução na evasão escolar nas classes de EJA e 30% de aumento no aprendizado das crianças do Ensino Fundamental com o uso do aplicativo, novos grupos escolares estão estudando com a ferramenta, que tem como principal função facilitar e motivar o aprendizado de crianças, jovens e adultos de escolas públicas.

As professoras das novas escolas atestam uma grande diferença no desempenho dos alunos. Segundo a coordenadora Giovana Lucio, da Escola Municipal de Educação Básica Rosa Scavone, os estudantes passaram não apenas a reconhecer as letras do tipo bastão, mas também em formato de imprensa. A professora Hélvia Cristina de Oliveira Saturno, da Escola Municipal de Educação Básica Maria do Carmo Mosca, destaca também o avanço na fala dos alunos após o inicio da implantação, pois foi constatada a redução das trocas fonéticas que faziam.

Estudar ficou mais legal!

De acordo com depoimento das professoras, os alunos se tornaram mais interessados nas aulas que usam o recurso tecnológico e se empenham para passar de nível. Hélvia diz que incentiva as crianças inserindo tabelas na lousa para que elas observem e registrem suas pontuações. Os estudantes se esforçam para alcançar a nota máxima nas atividades, e comemoram as estrelas que ganham como prêmio pelos acertos.

Para aqueles com dificuldade de aprendizagem, os recursos apresentados pelo Palma estimulam os próprios professores a aplicarem atividades semelhantes, uma vez que os docentes observam a superação dos obstáculos por parte da classe.

A coordenadora Giovana Lucio diz que os estudantes fazem uso dos tablets de maneira bem autônoma, sem precisar do auxilio dos professores para liga-lo ou para colocar seus nomes e senhas. E aponta que a ferramenta trabalha o foco, a disciplina e a concentração.

Educação de Jovens e Adultos (EJA)

A coordenadora das classes do EJA na Escola Municipal Nazareth de Siqueira Rangel Barbosa de Itatiba, Rosangela Fumachi, afirma que a frequência dos alunos em sala de aula aumentou depois que a turma incorporou o uso do aplicativo em sala de aula. “O Palma sana as dificuldades de maneira prática e prazerosa e contextualiza o aprendizado à era digital, à qual esse público está inserido por meio dos celulares e tablets”, frisa.

A escola coordenada por Rosangela conta com jovens e adultos de diversas idades e todos eles utilizam o aplicativo uma vez por semana, como é o caso de Valdenice, citada no início do texto. Para o aluno mais novo da turma, Isaías Melo de Oliveira, de 15 anos, é uma sensação é de igualdade: “Eu consigo me sentir igual a todas as pessoas“, comemora.

Sobre o Palma Escola

O Palma Escola (PALMA-Programa de Alfabetização na Língua Materna) é um aplicativo que combina letras, imagens e áudios em atividades autoinstrucionais e tem por objetivo desenvolver, por meio digital, habilidades de leitura, escrita e compreensão de pequenos textos, tanto em crianças, quanto em adultos em processo de aprendizagem do ler e do escrever.

Gratuito e de operação em dispositivos Android, o Palma Escola dribla a limitação que a conexão à internet provoca e a preocupação do professor em o aluno ficar navegando na aula em vez de estudar. Isso ocorre porque o aplicativo só usa a rede para baixar. A utilização do software, a partir daí, é off-line.

A IES 2 (Inovação, Educação e Soluções Tecnológicas), desenvolvedora do Palma, cria também outros programas pedagógicos disponíveis para diversos dispositivos.

Sobre o idealizador – Prof. José Luís Poli

José Luís Poli, 60 anos, é matemático com mestrado pela Universidade de São Paulo-USP, tem licenciatura e especialização pela Universidade São Francisco-USF e aperfeiçoamento em Controladoria pela Fundação Getúlio Vargas-FGV, São Paulo/SP. Prof. Poli tem experiência docente de 15 anos como professor da educação básica e educação superior, em escolas públicas e privadas. É co-fundador da faculdade Anhanguera Educacional S/A em meados dos anos 1990, onde atuou como Diretor Administrativo e Vice-Presidente Acadêmico. Prof. Poli deixou o grupo em 2009 para fundar a IES2.

 

Por: Kátia Nunes

Sócio-proprietário do site e página Itatiba News e fotógrafo. Natural de Itatiba. Atua também na área de transportes executivos.
Comentários

Cleber Quintino

Sócio-proprietário do site e página Itatiba News e fotógrafo. Natural de Itatiba. Atua também na área de transportes executivos.

Recentes

Itatiba recebe 500 livros do Projeto Mundo da Leit... Neste mês de outubro, alunos da rede municipal de ...
Avenida Cel. Peroba recebe alterações na próxima s... A partir da próxima segunda-feira, dia 23 de outub...
Novo recurso do WhatsApp mostra aos amigos onde vo... O WhatsApp está recebendo um novo recurso que perm...
Estudo alerta para aumento nos casos de DSTs entre... Ser idoso já não significa falta de atividade, cal...

Populares

Polícia apreende três suspeitos de matar professor... Um jovem e dois adolescentes foram detidos em Jund...
Professora desaparecida em Itatiba é encontrada mo... Ana Maria Jericó, de 55 anos, desapareceu durante ...
Trio é preso após comentário sobre homicídio em re... Segundo a Polícia Militar, corpo da vítima foi enc...
Avenida Cel. Peroba recebe alterações na próxima s... A partir da próxima segunda-feira, dia 23 de outub...
Quadrilha planejava o maior roubo a banco do mundo... A criatividade dos assaltantes é digna de um filme...
CLOSE
CLOSE