Aviões da Air France são desviados por ameaça de bomba

A imprensa norte-americana divulgou, na noite dessa terça-feira, a informação de que dois aviões da Air France foram desviados de sua rota após ameaças de bomba. O vôo 65 da companhia francesa, que ia de Los Angeles para Paris, teve a rota alterada para a cidade norte-americana de Salt Lake City, em Utah.

A notícia foi dada primeiramente pela rede de televisão CNN, que não divulgou o nome da fonte do governo do país que teria repassado a informação.

Pouco depois do incidente com o avião que decolou de Los Angeles, segundo a fonte governamental, o vôo 55, também da Air France, que saiu do Aeroporto Washington´s Dulles com destino à capital francesa, também foi desviado para o Aeroporto de Halifax, no Canadá. Um alto funcionário do aeroporto confirmou a informação.

Os aviões pousaram com segurança e os passageiros desembarcaram sem incidentes, segundo as fontes ouvidas pela imprensa.

 

Operação de combate ao terror no norte de Paris terminas com dois mortos e sete detidos

A operação policial antiterrorista em Saint Denis, no norte de Paris, terminou, informou o porta-voz do governo francês, Stéphane de Foll.

Ele não deu detalhes da operação, o que deverá ser feito pelo ministro do Interior, Bernard Cazaneuve.

O porta-voz anunciou o fim da operação em entrevista após reunião do Conselho de Ministros, coordenada pelo presidente François Hollande.

– A operação de Saint Denis foi determinante e pôde ser feita de noite porque está em vigor o estado de emergência – disse.

Segundo a procuradoria de Paris, pelo menos duas pessoas morreram durante a operação, uma delas uma mulher que acionou um cinto de explosivos, e sete foram detidas.

A operação teve como alvo Abdelhamid Abaaoud, considerado o “cérebro” dos atentados de sexta-feira em Paris.

Fontes policiais citadas pela imprensa francesa informaram que cinco agentes sofreram ferimentos e um cão polícia foi morto na operação.

 

Ataques aéreos da França e Rússia já mataram pelo menos 33 jihadistas na Síria

Os ataques aéreos feitos pela França e pela Rússia nas últimas 72 horas no Norte da Síria mataram pelo menos 33 jihadistas do autoproclamado Estado Islâmico, informou hoje a organização não- governamental Observatório Sírio para os Direitos Humanos (OSDH).

Dezenas de combatentes do grupo extremista ficaram também feridos nos ataques aéreos a depósitos de armas, armazéns e postos de controle do prinicipal reduto dos jihadistas do Estado Islâmico em Raqa, disse Rami Abdel Rahman, diretor do OSDH, baseado na Grã-Bretanha.

A França intensificou a ofensiva contra Raqa após os ataques de sexta. Foram feitos vários ataques, com bombardeios e caças, contra alvos naquela cidade síria no domingo, na segunda-feira e hoje.

A Rússia também atacou Raqa com bombardeios de longo alcance, com mísseis lançados do mar nessa terça-feira, depois de Moscou ter confirmado que foi um ataque a bomba, reivindicado por um grupo ligado ao Estado Islâmico, que derrubou no mês passado um avião russo de passageiros na península do Sinai, no Egito, matando as 224 pessoas a bordo.

– O número limitado de mortes pode ser explicado pelo fato de os jihadistas terem tomado precauções – disse Abdel Rahman, que tem como fontes na Síria ativistas, médicos e residentes. Ele afirmou que nos locais “estavam apenas os guardas dos quartéis e dos depósitos de armas”, relatando que a maioria das pessoas foi morta nos postos de controle.

Abdel Rahman disse ainda que muitas famílias de combatentes estrangeiros deixaram a cidade de Mosul, no Iraque, outro grande reduto do grupo extremista, que até agora tomou o controle de grande parte do território na Síria e no Iraque.

 

Bélgica procura terrorista que teria fabricado cintos de explosivos

As autoridades belgas procuram um terrorista suspeito de ter fabricado os cintos de explosivos que foram acionados nos atentados de Paris, informou hoje o grupo de jornais Mediahuis.

Trata-se de um homem identificado como Mohamed K, nascido nas Antilhas e que vivia em Roubaix, no Norte da França.

A polícia francesa enviou pedido de busca à Bélgica para que detenha o suspeito, classificado como “extremamente perigoso” devido ao conhecimento sobre explosivos e sistemas de detonação.

A Justiça francesa acredita que Mohamed K esteve em contato, durante e depois dos atentados, com Salah Abdeslam, alvo de um mandado de captura internacional e que teria alugado veículos registrados na Bélgica, usados na operação terrorista, que deixou 129 mortos e mais de 400 feridos.

Os investigadores acreditam que Mohamed K será encontrado “mais rapidamente que Abdeslam”, de acordo com os jornais do Mediahuis.

 

Obama critica “histeria” nos EUA por chegada de refugiados

O presidente dos EUA, Barack Obama, criticou hoje o que chamou “histeria” doméstica nos EUA sobre os riscos da chegada de refugiados sírios. Ele acusou os seus rivais políticos de terem medo de “viúvas e órfãos”.

– Não tomamos boas decisões se forem baseadas na histeria e em um exagero dos riscos – afirmou Obama, depois de 26 dos 50 governadores de estados norte-americanos terem anunciado que pretendiam suspender o programa de acolhimento de refugiados sírios: “aparentemente, têm medo das viúvas e órfãos que chegam ao país.”

Nessa terça-feira, a Casa Branca manteve contato com mais de 30 governadores, quando defendeu os procedimentos para acolher refugiados sírios, garantindo que são feitos exames rigorosos”.

O governo norte-americano respondeu assim à recusa de dezenas de estados, a maioria com governadores republicanos, de acolher refugiados, alegando motivos de segurança após os atentados em Paris, na sexta-feira passada (13), em que morreram 129 pessoas e 350 ficaram feridas. Os atentados foram reivindicados pelo grupo extremista Estado Islâmico.

 

Boko Haram: mais de 30 mortos em explosão na cidade nigeriana de Yola

Mais de 30 pessoas morreram hoje na explosão de uma bomba na cidade de Yola, no Nordeste da Nigéria, informou a Agência Nacional de Emergência.

– Contamos 32 mortos até agora e cerca de 80 feridos – disse o coordenador da agência em Yola, Sa’ad Bello.

A Cruz Vermelha indicou a existência de pelo menos 31 mortos e 72 feridos.

A explosão ocorreu no distrito de Jambutu, poucos dias depois de o presidente nigeriano ter assegurado que o grupo extremista Boko Haram estava prestes a ser derrotado.

O grupo extremista pretende instaurar um califado no Norte da Nigéria, majoritariamente muçulmano, ao contrário do Sul, de maioria cristã.

A violência da insurreição do Boko Haram e da sua repressão pelas forças armadas nigerianas já causaram mais de 17 mil mortes desde 2009 e perto de 2,6 milhões de deslocados e refugiados nos Camarões, Chade e Níger.

 

Com informações da Agência Brasil, citando a Lusa

 

Técnico em Informática, Bacharel em Ciência da Computação. Natural de Itatiba/SP.

Email: brunomezzalira@itatibanews.com

Comentários

Bruno Mezzalira

Técnico em Informática, Bacharel em Ciência da Computação. Natural de Itatiba/SP. Email: brunomezzalira@itatibanews.com

Recentes

É rejeitado projeto sobre divulgação de alvarás... Nesta quarta (13), na 33ª Sessão Ordinária da Câma...
Defesa pede liberdade para os irmãos Wesley e Joes... Por: Décio Trujilo   A defesa dos empresá...
Grendacc ganha RaiosX Portátil que tornará atendim... O Grendacc (Grupo em Defesa da Criança com Câncer)...
Com experiência cervejeira e shows sertanejos, Car... O Jaguariúna Rodeo Festival chega à 29ª edição nes...

Populares

Obras contra enchentes alteram trânsito próximo ao... Com o objetivo de aumentar a vazão das águas do Ri...
Vacinação contra meningite C e HPV começa dia 11... A partir do dia 11 de setembro começa em todo o pa...
Confira a programação da Semana da Pátria 2017 A Prefeitura de Itatiba, por meio da Secretaria da...
Naufrágio em Salvador deixa ao menos 22 mortos; go... O 2° Distrito Naval de Salvador, na Bahia, confirm...
Com experiência cervejeira e shows sertanejos, Car... O Jaguariúna Rodeo Festival chega à 29ª edição nes...
CLOSE
CLOSE