Cidadãos lotam a Câmara para acompanhar Audiência Pública

Perto de 150 pessoas estiveram presentes, na noite da terça-feira, dia 14 de março, na Câmara Municipal para acompanhar a Audiência Pública que discutiu a situação da Segurança em Itatiba. Convocada pelo presidente da Câmara, vereador Edvaldo Hungaro, o evento pretendia dar voz às diversas camadas da sociedade na discussão do tema que tem sido a principal reclamação dos moradores da cidade.

Mesmo sem a participação das autoridades diretamente ligadas ao assunto, (comandante da Guarda Municipal, comandante da PM, delegados de polícia, membros do Ministério Público e do Judiciário e secretários municipais), “todas convidadas, por ofício”, como salientou o presidente, o saldo, segundo os presentes, foi positivo e gerou uma série de ideias “simples, baratas e de rápida implementação”, na percepção do presidente do Conseg (Conselho Comunitário de Segurança), Manoel Negretti.

Fizeram parte da mesa o presidente do Conseg, o representante da AICITA (Associação Comercial e Industrial de Itatiba), Antonio Ferreira Dionísio Jr., a presidente do Conselho Tutelar, Maria Cristina Mateus, o vereador Douglas Augusto (PPS) e o presidente da Câmara que conduziu os trabalhos.

Na plateia, composta por empresários, representantes de bairro, funcionários públicos, estudantes e população em geral, estavam membros da família de Arlindo Magoga, aposentado de 71 anos, morto há uma semana em sua casa, com um tiro na cabeça disparado por um dos três assaltantes que invadiram sua residência.

Uma das filhas do aposentado, se utilizando da palavra, lamentou a falta dos agentes de segurança e das autoridades ligadas ao setor para a discussão do tema e, desejando que mais essa morte violenta, a de seu pai, não “fosse em vão”, conclamou a todos para se unirem na busca de soluções. “Não foram os bandidos que invadiram nossa casa e mataram meu pai, fomos nós, com nossa omissão”, desabafou.

O vereador Douglas Augusto fez uma exposição sobre os índices de violência no município, promessas feitas no período eleitoral e a atual situação da Guarda Municipal, apontada como uma das soluções para a diminuição do problema.

O vereador Dr. Parisotto (PSB), que presidiu a comissão de Segurança, lamentou que “nenhum dos apontamentos apresentados pelo relatório final (o relator foi o vereador Edvaldo Hungaro) obteve respostas dos órgãos competentes”. Para ele há muito a Câmara vem apontando os problemas do setor, “sem respostas por parte do Executivo”.

O vereador Vitório Bando (DEM), convocou os colegas a, juntos, cobrarem dos agentes estaduais e federais (secretários de estado e deputados), ações no município e uma participação mais efetiva do Judiciário no processo.

Ailton Fumachi (PR), elencou uma série de problemas no município que contribuem para a falta de segurança e que as ações “já passaram da hora” de serem elaboradas e postas em prática”, lembrando que ideias nascidas no município, “como o Olho Vivo (sistema de monitoramento por câmeras) que em Itatiba já foi referência, foi copiado por Indaiatuba, que enviou pessoal para cá a fim de ‘aprender’ e hoje tem um dos melhores monitoramentos do país, enquanto o nosso quase não existe”.

O vereador Thomás Capeletto (PSDB), que lembrou serem os vereadores moradores da cidade “e que correm os mesmos riscos que todos”, sugeriu ações junto aos jovens, concordando com a posição de seus colegas que pediram a volta do “Juizado de Menores”.

Marco Camargo (PROS) apontou a falta de planejamento como o maior responsável pela atual situação destacando que “os índices de violência não são confiáveis, uma vez que muitas, das vítimas, não fazem o Boletim de Ocorrência, ou por medo ou por não acreditarem que fará diferencia”.

O vereador Washington Bortolossi (PPS), destacou a responsabilidade de todos no processo de se encontrar soluções e coloca-las em prática. “Nós vereadores, independente de posição política ou partido, votamos a favor de tudo que o Executivo coloca nesta Casa, que resulte em benefícios à população. Enquanto todas as nossas reivindicações, apontamentos, sugestões e propostas são sistematicamente ‘esquecidos’”, desabafou pedindo que as autoridades se unam na busca de respostas rápidas para a sociedade.

O presidente da Câmara lembrou das limitações que os vereadores encontram. “Todas as nossas ações se limitam a fiscalizar e propor leis. Aquilo que venha a gerar gastos, como a contratação de novos guardas para a GM, equipamentos de combate à criminalidade, aquisição e manutenção de frota, nós só podemos pedir e sugerir, não temos como obrigar o prefeito a fazer”, explicou Hungaro, que também lamentou o fato de que “sistematicamente vemos nossas indicações, requerimentos, sugestões e cobranças, serem ‘engavetados’ e esquecidos por parte do prefeito municipal”.

Ações propostas

Durante o encontro foram reunidas uma série de sugestões que farão parte das reivindicações e das ações a serem propostas ao Poder Público. Dentre elas destacam-se, para que tenham implantação imediata, os seguintes itens:

Atividade Delegada: O município “compra” a folga dos policiais militares que continuariam em serviço durante o período em que geralmente estariam realizando os famosos “bicos”. Segundo o presidente do Conseg, a proposta poderia ser implementada em até 45 dias, com um custo de, aproximadamente 0,25% do orçamento anual da cidade, tendo como resultado o aumento de 125% do atual efetivo do policiamento preventivo.

Telefone de Emergência Local: O 190, da Polícia Militar, teve sua central de atendimento deslocada do município e centralizada em Campinas (junto a outras cidades da região metropolitana). Com isto o atendimento passou a ser demorado e pouco prático, pois o atendente, que não conhece o município, perde muito tempo buscando detalhes para, só depois, enviar o alerta às unidades em Itatiba. A sugestão é que se crie um número local que possa dar maior agilidade e rapidez no atendimento.

Ampliação do Projeto Vizinho Solidário: Coordenado pelo Conseg e com a participação da PM, o Vizinho Solidário reúne moradores de uma localidade para juntos monitorarem as áreas comuns a todos. Atualmente já funciona nos bairros Jardim Leonor e Nova Itatiba, tendo, segundo dados apresentados no encontro, já evitado assaltos e promovido a prisão de ladrões.

Expansão do Olho Vivo: O sistema de monitoramento por câmeras, que já foi um forte aliado da polícia no município e que estaria sendo retomado pela Prefeitura, deve receber atenção especial. A proposta é que se aumente as áreas a serem cobertas pelo monitoramento e se invista em equipamentos e manutenção.

Monitoramento Escolar: Aumento na frequencia e presença de rondas policiais nas escolas, e suas imediações, coibindo as drogas e outros atos de violência que vêm se tornando frequentes em algumas localidades.

Postos Avançados da GM: Criação de Postos da Guarda Municipal em todos os bairros, aproximando o policial da população e gerando policiamento constante nas localidades.

Entradas e Saídas do município: Ficou demonstrado, durante a audiência, a impossibilidade de se construir rapidamente portais nas entradas de Itatiba. A solução apontada é que se coloque policiamento e monitoramento por câmeras em todas as entradas e saídas do município como forma de coibir, e dar rápida respostas às ações criminais.

Retorno do Comissariado de Menores: Ainda que a nomenclatura não seja mais usada, a ideia é se voltar a fiscalizar tanto menores quanto maiores que cometam delitos relacionados entre si, como a venda e consumo de bebidas alcoólicas, proibidas a menores de idade. Assim como atos de vandalismo praticados pelos mesmos.

Recuperação de Espaços Públicos e Iluminação: Apontada como uma das maiores reivindicações da população, a iluminação pública é um fator importante para a segurança da população. Assim como podas de árvores e recuperação de espaços de uso comum, que não só evitem se transformar em locais abandonados e, portanto, propícios às práticas ilícitas, como voltarem a ser áreas de convivência e lazer social.

O presidente da Câmara, Edvaldo Hungaro, destacou que as propostas serão encaminhadas, “por meio de sugestões, leis ou indicações, ao prefeito municipal e os vereadores irão cobrar ações”, também pediu a participação da população durante todo o processo “para legitimar e exercer o direito à cidadania de todos, na construção de uma cidade mais justa e segura”.

CEI da Guarda Municipal

Sugerido pelos munícipes presentes e com a aprovação de todos os vereadores presentes – Edvaldo Hungaro (PPS); Douglas Augusto (PPS); Cornélio Baptista (PNM); Marco Camargo (PROS); Washington Bortolossi (PPS); Ademir Ricardo (PSDB); Dr. Parisotto (PSB); Ailton Fumachi (PR); Vitório Bando (DEM) e Thomás Capeletto (PSDB) – foi decido pela abertura de uma Comissão Especial de Inquérito (CEI), para investigar a situação e possíveis irregularidades na Guarda Municipal de Itatiba. A ideia é fazer um diagnóstico sobre o número de efetivo, número da frota e suas condições, equipamentos de segurança, armamento e treinamento dos componentes da GM.

O requerimento para a formação da CEI deverá ser apresentado na próxima sessão ordinária da Câmara, nesta quarta-feira, dia 15 de abril.

Fonte: Câmara Municipal de Itatiba

Técnico em Informática, Bacharel em Ciência da Computação. Natural de Itatiba/SP.

Email: brunomezzalira@itatibanews.com

Comentários
SEPARAMOS PARA VOCÊ
Vem aí a 17ª Festa de San Gennaro A Prefeitura de Itatiba, por meio da Secretaria de Cultura e Turismo, divulgou a programação da 17ª edição da Festa de San Gennaro que acontece nos di...
Mídia Ninja dá um baile na bancada do Roda Viva Pablo Capilé e Bruno Tortura estiveram na noite desta segunda-feira no Roda Viva da TV Cultura. Deram um show e uma aula de comunicação para uma...
Itatiba recebe o Selo de Município Livre do Analfa... O município de Itatiba tem mais um motivo para comemorar. Desta vez, a boa notícia veio para uma das áreas mais importantes da administração pública e...

Bruno Mezzalira

Técnico em Informática, Bacharel em Ciência da Computação. Natural de Itatiba/SP. Email: brunomezzalira@itatibanews.com

Recentes

É rejeitado projeto sobre divulgação de alvarás... Nesta quarta (13), na 33ª Sessão Ordinária da Câma...
Defesa pede liberdade para os irmãos Wesley e Joes... Por: Décio Trujilo   A defesa dos empresá...
Grendacc ganha RaiosX Portátil que tornará atendim... O Grendacc (Grupo em Defesa da Criança com Câncer)...
Com experiência cervejeira e shows sertanejos, Car... O Jaguariúna Rodeo Festival chega à 29ª edição nes...

Populares

Obras contra enchentes alteram trânsito próximo ao... Com o objetivo de aumentar a vazão das águas do Ri...
Vacinação contra meningite C e HPV começa dia 11... A partir do dia 11 de setembro começa em todo o pa...
Confira a programação da Semana da Pátria 2017 A Prefeitura de Itatiba, por meio da Secretaria da...
Naufrágio em Salvador deixa ao menos 22 mortos; go... O 2° Distrito Naval de Salvador, na Bahia, confirm...
Com experiência cervejeira e shows sertanejos, Car... O Jaguariúna Rodeo Festival chega à 29ª edição nes...
CLOSE
CLOSE