MEDIAÇÃO DE CONFLITOS PASSO A PASSO SIMPLIFICADA PELA PSICANÁLISE

MEDIAÇÃO DE CONFLITOS

venho aqui com o objetivo de esclarecer o conceito de Mediação,não só como mediadora mas também como psicanalista  informar da importância que essa possui nas mais diversas relações sociais, tendo em vista que todo convívio entre pessoas está sujeito a conflitos, os quais dificilmente são solucionados sem a presença de um Mediador, bem como desvendar os procedimentos nela contidos a fim de capacitar o leitor a mediar. Mostro ainda, quem pode ser um Mediador e qual postura precisa ter, o planejamento que deve realizar para mediar e quais pessoas podem participar de uma Mediação.

O QUE É MEDIAÇÃO?

 A Mediação é um processo que afaga conflitos por meio de incentivo de diálogo entre as partes conflitantes, a partir da criação de confiança entre elas para que possam chegar a um acordo justo.

Para tanto, a Mediação desfaz mal entendidos, parafraseando as narrativas e intenções (até mesmo as ocultas) para que possam entender aquilo que o conflito as impede de enxergar, além de elucidar as emoções em questão e destacar aspectos positivos da relação.

EM QUE SITUAÇÃO SE APLICA A MEDIAÇÃO?

Em situação de conflito entre pessoas de relação continuada, isto é, que convivem diariamente uma com a outra, onde se faz necessário a resolução para o bem estar do ambiente e andamento das tarefas que realizarão na presença de um e outro, as quais são prejudicadas se não solucionado.

EM QUE CONSISTE A FIGURA DO MEDIADOR?

O mediador deve ser imparcial, não indutor a tomada de decisões, mas facilitador da compreensão de ambas as partes para que cheguem a soluções de interesse mútuo. Além disso deve ser compreensivo, paciente, articulado, acessível e acima de tudo  completamente imparcial na questão é com as pessoas, não pode ter vínculo ou ter tido qualquer tipo de controvérsias com os envolvidos.

COMO DEVE SER FEITA A MEDIAÇÃO?

  Em mesa redonda, pois essa representa a posição em que todos devem estar, ou seja, em posição igualitária, onde ninguém é superior ao outro, mas buscam um entendimento construtivo, olhando uns nos olhos dos outros e registrando os pontos cruciais do diálogo para documentação e cumprimento dos acordos, deve se documentar tudo é os envolvidos  assinarem.

COMO É FEITO O MONITORAMENTO DA MEDIAÇÃO?

O mediador deve buscar conhecer cada posição individualmente, mantendo sigilo, para monitorar os dois lados. Conhecer as razões e intenções em jogo, as quais lhe darão base para mediar entre ambos.

COMO DEVEM SER REGISTRADOS OS ENCONTROS E AS DECISÕES?

A cada encontro deve ser feito o registro formal, assinado por ambas as partes, bem como pelo mediador. O registro serve para servir de apoio aos próximos encontros que são seguimento do anterior, a fim de que os conflitos sejam sendo solucionados progressivamente, já estimulando o cumprimento dos acordos.Quando isso não acontece conflitos futuros podem surgir.

 PASSO A PASSO DE UMA MEDIAÇÃO

Apresentação – O mediador deve apresentar-se e esclarecer como prefere ser chamado, bem como cada uma das partes preferem ser chamadas. Além disso, deve apresentar todo o processo da mediação, combinar o tempo de duração, explicar seu papel imparcial, informar as regras básicas de ordem de discussão e deixar claro o objetivo das reuniões individuais, de forma objetiva, firme e já proporcionando um ambiente harmonioso.

Reunião de Informações – Passo em que as partes expõem seus lados e suas perspectivas, enquanto o mediador escuta ativamente, levantando perguntas que o ajudarão a entender os aspectos obscuros do conflito.

Identificação de questões, interesses e sentimentos – O mediador faz uma breve recapitulação de tudo quanto ouviu, de forma imparcial e positiva, para demostrar sua escuta ativa e impor ordem a discussão.

Esclarecimento – O mediador faz perguntas estratégicas às partes a fim de que enxerguem o que o calor do conflito as impede. Também usa de situações hipotéticas para encaminhar as partes a uma solução.

Resolução – Alcançada a compreensão, as partes expõem suas novas perspectivas e analisam as soluções.

Registro – O mediador deve documentar tudo quanto acordaram ao final de cada reunião, verificando a igualdade do acordo, redigindo de maneira clara e utilizando informações e linguagens das partes. Ele deve ler o Termo de Mediação para elas antes de disponibilizar para assinarem.

Encerramento – Entrega dos Termos a cada uma das partes, ressaltando os aspectos positivos do acordo e da participação cooperativa de cada uma. O mediador instiga a retornarem, caso necessário.

                    Adriana Ferreira
Psicanalista, Grafologa, Arbitra Judicial, Mediadora de Conflitos
Delegada Adjunta Conselho Federal Parlamentar.
Sócio-proprietário do site e página Itatiba News e fotógrafo. Natural de Itatiba. Atua também na área de transportes executivos.
Comentários

Cleber Quintino

Sócio-proprietário do site e página Itatiba News e fotógrafo. Natural de Itatiba. Atua também na área de transportes executivos.

Recentes

Itatiba recebe 500 livros do Projeto Mundo da Leit... Neste mês de outubro, alunos da rede municipal de ...
Avenida Cel. Peroba recebe alterações na próxima s... A partir da próxima segunda-feira, dia 23 de outub...
Novo recurso do WhatsApp mostra aos amigos onde vo... O WhatsApp está recebendo um novo recurso que perm...
Estudo alerta para aumento nos casos de DSTs entre... Ser idoso já não significa falta de atividade, cal...

Populares

Polícia apreende três suspeitos de matar professor... Um jovem e dois adolescentes foram detidos em Jund...
Professora desaparecida em Itatiba é encontrada mo... Ana Maria Jericó, de 55 anos, desapareceu durante ...
Trio é preso após comentário sobre homicídio em re... Segundo a Polícia Militar, corpo da vítima foi enc...
Avenida Cel. Peroba recebe alterações na próxima s... A partir da próxima segunda-feira, dia 23 de outub...
Quadrilha planejava o maior roubo a banco do mundo... A criatividade dos assaltantes é digna de um filme...
CLOSE
CLOSE