PM é afastado após pedir para estuprar filhas de amante como “prova de amor”

Um policial militar da Paraíba confessou à Polícia Civil, nesta quarta-feira, que pediu a amante para fazer sexo com as duas filhas dela, de 14 e 4 anos, como “prova de amor”. A conversa foi flagrada pela adolescente, filha da mulher, no bate-papo de uma rede social, que, com medo de ser estuprada, divulgou na internet.

Segundo o portal “IBahia”, na conversa, o policial militar tenta convencer a mãe a dopar as meninas para ter relações sexuais com as menores. Ele argumenta que seria a maior prova de amor que a mulher pudesse dar e afirma que as duas não sentiriam nada, já que estariam desacordadas. O policial ainda se compromete em levar a medicação necessária e declara que fazer sexo com a mãe e as filhas é um “sonho” e “obcessão” que tem há muito tempo.

Adolescente copiou a conversa e enviou para outra pessoa

Reprodução Adolescente copiou a conversa e enviou para outra pessoa

Com medo da mãe aceitar o pedido, a adolescente copiou a conversa e enviou para uma outra pessoa. O arquivo se espalhou rapidamente e o PM foi identificado. Ele foi afastado da corporações até que as investigações sejam concluídas.

“Hoje à noite você terá a chance de me dar a maior prova de amor do mundo, que é sua própria filha”, diz a mensagem. “Ela é virgem, ela que tem que escolher com quem vai perder a virgindade, não eu”, argumenta a mulher. “Se você deixasse, dava para fazer tudo e ela nem acordaria. Ninguém nunca saberia, só eu e você. Realiza esse sonho meu, eu ia acabar de vez com essa obsessão”, rebate o PM.

O nome da mulher e do policial foram preservados para não prejudicar as investigações. O PM mora no Ceará, mas atua no 14º batalhão, em Sousa, no sertão da Paraíba, desde 2008. Em depoimento à polícia, ele confessou que tentou induzir a mãe das menores a dopar as meninas para ter relações sexuais com elas.

O policial, que é casado, revelou também que estava tentando por um fim no relacionamento com a amante. Segundo ele, a proposta foi uma atitude desesperada de sua parte para conseguir fazer com que a mulher sentisse nojo dele e acabasse com o romance.

Em nota, o 14º Batalhão da Polícia Militar informou que se “posiciona pela manutenção das boas práticas de bem e de compromisso inegável e incondicional de zelar pela incolumidade das pessoas, deixando bem claro que atitudes como esta são abomináveis do ponto de vista ético cristão e, absolutamente, não traduz a essência do caráter dos policiais militares do nosso estado”.

Fonte/O Dia: PM é afastado após pedir para estuprar filhas de amante como ‘prova de amor’

Técnico em Informática, Bacharel em Ciência da Computação. Natural de Itatiba/SP.

Email: brunomezzalira@itatibanews.com

Comentários

Bruno Mezzalira

Técnico em Informática, Bacharel em Ciência da Computação. Natural de Itatiba/SP. Email: brunomezzalira@itatibanews.com

Recentes

É rejeitado projeto sobre divulgação de alvarás... Nesta quarta (13), na 33ª Sessão Ordinária da Câma...
Defesa pede liberdade para os irmãos Wesley e Joes... Por: Décio Trujilo   A defesa dos empresá...
Grendacc ganha RaiosX Portátil que tornará atendim... O Grendacc (Grupo em Defesa da Criança com Câncer)...
Com experiência cervejeira e shows sertanejos, Car... O Jaguariúna Rodeo Festival chega à 29ª edição nes...

Populares

Obras contra enchentes alteram trânsito próximo ao... Com o objetivo de aumentar a vazão das águas do Ri...
Vacinação contra meningite C e HPV começa dia 11... A partir do dia 11 de setembro começa em todo o pa...
Confira a programação da Semana da Pátria 2017 A Prefeitura de Itatiba, por meio da Secretaria da...
Naufrágio em Salvador deixa ao menos 22 mortos; go... O 2° Distrito Naval de Salvador, na Bahia, confirm...
Com experiência cervejeira e shows sertanejos, Car... O Jaguariúna Rodeo Festival chega à 29ª edição nes...
CLOSE
CLOSE