Quadrilha com armas de guerra ataca carro-forte em Itupeva

Ao menos duas pessoas foram presas na capital paulista após a ocorrência em Itupeva, no interior de São Paulo; suspeitos não levaram valores.

Uma quadrilha fortemente armada cercou e atacou um comboio com dois carros-fortes, na noite desta terça-feira, 21, na Rodovia dos Bandeirantes, em Itupeva, no interior de São Paulo. Os seguranças reagiram e houve tiroteio. Perseguidos por policiais rodoviários, os criminosos roubaram os carros de dois policiais e fugiram em direção à capital. Um radar inteligente flagrou a passagem do veículo e forneceu coordenadas à polícia. Depois de novos tiroteios, um carro com dois suspeitos foi encurralado e, um posto de combustível, na Marginal Tietê, na capital. Eles tomaram frentistas como reféns, mas foram presos.

O cerco aos carros-fortes começou às 21 horas no km 74 da rodovia, logo após a praça de pedágio de Itupeva. Os veículos da Protege levavam dinheiro de Campinas para São Paulo. Em quatro automóveis, um deles brindado, os bandidos usaram fuzil ponto 50, arma de guerra, para tentar avariar o motor do primeiro carro-forte, mas os tiros só atingiram a lataria. Após a reação dos seguranças, viaturas da Polícia Militar Rodoviária iniciaram a perseguição aos bandidos.

O grupo se dividiu e uma parte entrou em Itupeva, após roubar o carro de um policial federal. Na saída da cidade, os criminosos abandonaram esse carro e roubaram outro, de um policial militar.

A fuga teria sido bem-sucedida, não fosse o radar inteligente instalado em um dos acessos à capital.

O carro foi localizado na região de Aricanduva, na zona leste, e teve início nova perseguição. Os bandidos fizeram disparos com fuzis mas acabaram cercados no posto. Os dois suspeitos foram presos, após rápida negociação. Os frentistas tomados como reféns nada sofreram.

No carro dos criminosos e em outro veículo abandonado pela quadrilha foram apreendidas armas, munições e bananas de dinamite.

Até as 3h30 de quarta-feira, 22, policiais da delegacia de Investigações sobre Furtos e Roubos a Bancos, vinculada ao Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), ainda atendiam à ocorrência.

A reportagem tentou contato na madrugada com a assessoria da Protege, mas não obteve retorno.

Fonte: Estadão / FOTO: HÉLVIO ROMERO/ESTADÃO

Técnico em Informática, Bacharel em Ciência da Computação. Natural de Itatiba/SP.

Email: brunomezzalira@itatibanews.com

Comentários

Bruno Mezzalira

Técnico em Informática, Bacharel em Ciência da Computação. Natural de Itatiba/SP. Email: brunomezzalira@itatibanews.com

Recentes

Gasolina pode ficar até R$ 0,41 mais cara na bomba... BRASÍLIA - Com a decisão do governo de aumentar o ...
VOCÊ SABE O QUE É DISCALCULIA? por Adriana Ferreira  O DISTURBIO DAS OPE...
Prefeitura realiza trabalhos de campo no combate a... Seguindo a programação das ações de combate a deng...
Ministro Edson Fachin manda soltar ex-deputado Rod... Ex-assessor de Temer foi flagrado recebendo R$ 500...

Populares

Pedágios da região têm reajuste a partir deste sáb... Segundo a Artesp, nos últimos seis anos a receita ...
Novo ataque de ransomware começa a infectar comput... Um novo ataque de ransomware está infectando compu...
VOCÊ SABE O QUE É DISCALCULIA? por Adriana Ferreira  O DISTURBIO DAS OPE...
Rock Brasil em Itatiba Com 13 anos de história e após 7 anos longe da cid...
Temer é o primeiro presidente a responder por crim... O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, de...
CLOSE
CLOSE